Celebrando a memória e a saudade do “nosso menino”

O dia “12 de outubro de 2014” ficou marcado na história recente da Paróquia Imaculada Conceição de Guararapes (Diocese de Araçatuba).

Nesse dia, como de costume, às 18 horas, a Comunidade reuniu-se na Igreja Matriz para a missa de Ação de Graças que homenageou Nossa Senhora Aparecida, padroeira do povo brasileiro. Toda a celebração foi cuidadosamente preparada, inclusive pelos membros da Pastoral da Comunicação, responsável pelo registro fotográfico da liturgia e pela projeção de todo o conteúdo celebrativo nos telões existentes no interior da igreja. Um dos responsáveis por esse trabalho de projeção era o jovem Vinícius de Carvalho Lima. Ele não só integrava a PASCOM, mas, também, a Pastoral da Juventude, além de ser um colaborador ativo das pastorais Vocacional e Familiar e de participar das inúmeras atividades desenvolvidas na Comunidade. Como membro do Grupo de Jovens do bairro Industrial, ele era um dos atores da peça que seria apresentada na XVII Semana de Teatro, agendada para começar no último dia 15 de outubro. Mas quis o Criador que uma parte da história dessa sua criatura terminasse ali, naquele momento.

Ao mesmo tempo em que seu pai, Chico, participava da performance em homenagem à padroeira do Brasil, o seu filho, Vinícius, recebia os primeiros cuidados no salão paroquial da Matriz. Antes de descer para participar da “ceia sagrada”, ele ainda repassou orientações àqueles que estavam ao seu lado no “coro do igreja” no trabalho de projeção da missa, função que ele fazia com imensa responsabilidade e dedicação; como essa era uma das suas características, queria ter a certeza de que tudo saísse conforme o planejado. Em seguida, ele desceu para receber o Cristo Eucarístico e se dirigiu para o salão paroquial, pois começou a sentir um mal-estar, tendo sido socorrido de imediato pelo Márcio e pela Janaína — seus amigos e também membros da PASCOM —, e também por Cida Antoniolli. Imaginando tratar-se de uma queda da pressão arterial, Janaína e Cida, rapidamente, decidiram levá-lo até a Santa Casa da cidade, para onde se deslocaram, auxiliadas por Luzia, mãe do Vinícius. Porém, a equipe que o atendeu no hospital, em Guararapes, notou que a situação era bem mais séria do que se imaginava e adotou os procedimentos primários que o caso exigia, inclusive quanto à necessidade de requisitar uma UTI Móvel para transferi-lo pra Santa Casa de Araçatuba, onde viria passar por exames complexos, a fim de estabelecer o diagnóstico preciso. Os profissionais que o atenderam em Araçatuba, na madrugada de segunda-feira, indicaram ter ocorrido um aneurisma e que o quadro era de “morte cerebral”. E essa situação veio a ser confirmada na tarde do dia seguinte, após realização de inúmeros outros exames específicos por uma equipe de médicos-especialistas, enviada pelo Hospital de Base de São José do Rio Preto, que confirmou o quadro de morte encefálica.

Desde o final da celebração, no dia 12, a angústia, a incerteza e a dor tomaram conta do coração dos familiares e amigos do Vinícius, e também de toda a Comunidade Imaculada Conceição. Pelo seu dinamismo e desejo de colaborar, de participar, Vinícius marcou profundamente a caminhada de toda a Comunidade, pois não negava um pedido de ajuda e tudo fazia com alegria e entusiasmo. Não à toa, durante o período de sua internação hospitalar, foram incontáveis as manifestações de amizade e carinho, bem como crescente e igualmente envolvente corrente de orações, que ultrapassou inúmeras fronteiras. Nas redes sociais, muitos de seus amigos substituíram a foto do seu perfil pessoal por uma linda imagem de Vinícius, quando, no momento de ação de graças da missa do Natal/2013, ele personificou São Francisco de Assis, num grande clamor pela paz no mundo e fazendo também ecoar os anseios pela conversão da própria igreja, como fora proposto pelo Papa Francisco, que acabara de ser eleito Sumo Pontífice; com essa atitude, quiseram demonstrar o quão especial Vinícius era para cada um deles. Em suas lembranças, cada pessoa procurava defini-lo por meio de adjetivos que pudessem definir a sua personalidade: amigo, companheiro, responsável, dedicado, educado, alegre, gentil, solícito, entusiasmado, líder, amoroso, fraterno....

Mas a breve história de Vinícius não terminou aí, com a sua curta existência terrena, pois a sua morte está garantindo a vida a algumas pessoas que ele não conheceu; seus pais, Chico e Luzia, e Bruna, sua irmã, num lindo gesto de amor e total desprendimento, decidiram autorizar a doação múltipla de órgãos do seu amado filho e irmão, tendo sido aproveitados os seus rins, o fígado e as córneas. E a mídia fez repercutir essa notícia, pela importância e grandiosidade desse gesto.

E foi assim que, ainda comovidas e emocionadas com todos esses fatos, na noite do último domingo, dia 19 de outubro, todas as pastorais da Paróquia Imaculada Conceição se uniram para celebrar a memória e a saudade do jovem Vinícius. A celebração começou com a projeção de um vídeo contendo imagens dele no seu convívio familiar e no exercício de sua vida cristã, inclusive de seu envolvimento nas diversas atividades realizadas pela paróquia; enquanto isso, em silêncio, os membros de todos os grupos de jovens adentraram o corredor central da Matriz conduzindo a bandeira da PJ, levando-a até o altar. Depois fez-se o canto de entrada, para receber o celebrante, os seus ministros e a imagem de Nossa Senhora Aparecida, a quem ele dedicava tanto afeto e tanto pedia por sua poderosa intercessão. Pe. Amauri Ferreira, o pároco, aproveitou a homilia para recordar o dinamismo, a responsabilidade e o compromisso que sempre foram demonstrados por Vinícius em sua curta, mas intensa, existência, dentro e fora da Comunidade, de modo bem particular junto aos seus familiares e amigos. Seus pais e sua irmã, foram chamados para participar da procissão das ofertas, tendo sido acolhidos com carinho pela Comunidade ali reunida. Antes da bênção final, no momento de Ação de Graças, os colegas de Vinícius na Escola SESI lhe prestaram uma linda homenagem, a partir de uma mensagem que leram e, em seguida, das flores que depositaram aos pés de Nossa Senhora.

Vinícius se foi como viveu: colocando os seus talentos e a sua alegria a serviço da Comunidade Imaculada, após alimentar-se do Corpo de Cristo. Que os seus exemplos de filho, amigo, líder e companheiro de caminhada nos ajudem a continuar vivendo na esperança e na fraternidade.

Pascom – Pastoral da Comunicação da Paróquia Imaculada Conceição.



O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

   

   


..
 

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

 
  Site Map