Cântico de ação de graças

 

Deixai-me, Senhor,
abrir a alma para expandir a gratidão
que nela habita.
Bendito sejais, Senhor,
por me haverdes criado,
pela fé que depositastes na minha alma,
por eu ser o templo da Trindade Santa.

Bendito sejais, Senhor,
por tudo que me rodeia:
pela luz que me faz ver,
pelas harmonias que me envolvem;
pelos sentimentos que fazem vibrar meu coração.

Bendito sejais, Senhor,
pela trama que tece minha vida:
há alegria e esperanças;
há o cansaço e o desânimo;
há confiança, há hesitação e o entusiasmo.
Há o bem a fazer e o consolo a dar.
E há as cruzes, sem conta.

Bendito sejais por causa delas,
pois onde estão estais também.
Bendito sejais
pelo Sacrifício Eucarístico cada dia renovado,
e por eu ser o convidado diário do Pão sagrado.
Indigno, mas sempre cumulado,
que vai de mãos vazias e traz a plenitude dos dons.

Bendito sejais, Senhor, por serdes o Criador,
e eu ser a vossa criatura.

Amém!

Autor Desconhecido


 
 
 
  Site Map